História do Termalismo e Legislação

DOCENTE:

Prof. Doutor Luís Cardoso Oliveira

OBJETIVOS:

Introduzir o aluno nos conceitos principais correlacionados com a terapêutica termal; Colocar o aluno perante a evolução histórica do termalismo e as suas alternativas desde o bem-estar à terapêutica (desde o empirismo à terapêutica científica nas termas); O aluno terá de ficar apto a analisar a composição físico-química de uma água mineral, classifica-la quanto à temperatura, à mineralização total, à composição físico-química e, em função disso, analisar e/ou propor as indicações terapêuticas possíveis, as técnicas termais a escolher, etc.; Introduzem-se também conceitos de atitudes terapêuticas até certo ponto similares ou correlacionáveis: Talassoterapia, Psamoterapia, Peloidoterapia, Clinatoterapia, etc.

DURAÇÃO:

133 horas de volume de trabalho 33 horas de contacto

CALENDARIZAÇÃO:

 19 de abril de 2017 a 10 de maio de 2017

PROGRAMA:

  1. Conceito de Hidrologia/Hidroterapia; Crenologia/Crenoterapia; Talassoterapia, Climatoterapia;
  2. Conceito de água mineral natural, água termal, águas engarrafadas, etc.;
  3. História do termalismo ao longo dos anos;
  4. Composição das águas minerais e seu interesse terapêutico;
  5. Classificação das águas minerais (águas termais), consoante a temperatura, a radioactividade a mineralização, a composição físico-química);
  6. Técnicas termais mais utilizadas em Portugal e suas características e interesse (a desenvolver depois em módulo próprio);
  7. Principais termas de Portugal e seu interesse terapêutico;
  8. A Talassoterapia em Portugal;
  9. A Climatoterapia em Portugal;
  10. Indicações, contra-indicações e riscos da terapêutica termal;
  11. A introdução do conceito de “terapêutica de bem-estar” no termalismo.

voltar