Nota Introdutória

O empreendedorismo é amplamente reconhecido como o motor do crescimento económico sustentável daí ter-se assumido como um importante foco de investigação ao longo das últimas três décadas. Sendo um facto que o empreendedorismo tendo vindo a tornar-se incontestável no contexto atual, tem contribuído para o aumento da competitividade dos diversos setores económicos, para estimular a inovação, para a aceleração de mudanças estruturais na economia, para a criação de emprego e para progressivas melhorias do bem-estar dos cidadãos. O empreendedorismo está relacionado com a criação de novos negócios e projetos empresariais mas também com o desenvolvimento de novas oportunidades no seio das empresas já existentes.

As inúmeras investigações desenvolvidas na área, mostram que o empreendedorismo não é um fenómeno fácil de explicar, uma vez que este pode ser estudado de um ponto de vista de vários campos científicos e explicado em resultado de uma ampla gama de determinantes que incluem fatores económicos e sociais. Além disso, é hoje em dia geralmente aceite, que medidas de política publica podem influenciar o nível de empreendedorismo de diversas maneiras, não só através da legislação, mas também através do sistema de educação.

A Educação parece importante para estimular o empreendedorismo por várias razões. Primeiro, a educação desenvolve nos indivíduos um sentido de autonomia, independência e autoconfiança. Em segundo lugar a educação torna os indivíduos mais conscientes de escolhas de carreira alternativas. Em terceiro lugar, a educação alarga os horizontes dos indivíduos, tornando-os capazes de perceber oportunidades. Finalmente, a educação fornece conhecimentos que podem ser utilizados pelos cidadãos para desenvolver novas oportunidades empresariais. Os empresários não nascem, tornam-se o que são através da sua experiencia de vida. Através da educação para o empreendedorismo um individuo pode desenvolver capacidades e conhecimentos necessários para imaginar, criar e desenvolver um novo negócio. Peter Drucker, um dos líderes incontestáveis do pensamento empresarial, questionou: Is the entrepreneurial mystique?. A sua reposta foi: Isto não é magia, não é misterioso nem tem que ver com os genes. É uma disciplina e como tal pode ser aprendida.

Educação para o empreendedorismo é um processo de aprendizagem ao longo da vida, devendo começar desde o ensino básico e progredindo ao longo dos vários níveis de educação, incluindo a formação de adultos naquilo que se pode designar por cadeia de formação em empreendedorismo.

Neste contexto consideramos de todo apropriado que o tema deste XVII Seminário se intitule Entrepreneurship education: a road to sucess tendo presente como keynote speaker uma das individualidades internacionais mais reconhecidas na investigação, na área do Entrepreneurship Education, o Prof. Alain Fayolle.

 

 

O Presidente da Comissão Organizadora

                                                                                                                                                                                                                        Prof. Doutor Mário Raposo

Share and Enjoy !

0Shares
0 0